Timidez – Não é uma Anormalidade!


 

Hoje vamos falar de um assunto que aflige muitos jovens, cristãos ou não. A Timidez.

O que na  verdade é a timidez, como acabar com ela, e o que a biblia diz sobre este assunto?

Era somente isso que você precisava saber… então vamos lá.

O que é a timidez?

No dicionário:

s. f.
1. Qualidade de tímido.
2. Falta de desembaraço.
3. Acanhamento.
E na realidade como isso funciona?
A timidez é na verdade a vergonha, um temos de expor, de ser o centro das atenções, de chamar atenção. É isso que faz com que os timidos se acanhem, se fechem, se escondam.
Vou postar pra vcs um texto muito interessante, chama “Carta aos Tímidos”, veja:
 

Esta é a “CARTA AOS TÍMIDOS” escrita pelo cronista Luiz Fernando Veríssimo, escritor de sucesso, filho de escritor de sucesso e tímido.
“Como um tímido veterano, acho que já posso dar alguns conselhos às novas gerações de envergonhados, jovens que estão recém descobrindo o martírio de ter de enfrentar este terror, os outros, e se lançando na grande aventura: que é se impor, se fazer ouvir, ter amigos, namorar, procriar e, enfim, viver, quando o que preferia era ficar quieto em casa. Ou, de preferência, no útero. Tente se convencer de que você não é o alvo de todos os olhares e de todas as expectativas de vexame quando entra em qualquer recinto. No fundo, a timidez é uma forma extrema de vaidade, pois é a certeza de que, onde o tímido estiver, ele é o centro das atenções, o que torna quase inevitável que errará a cadeira e sentará no chão, ou no colo da anfitriã. Convença-se: o mundo não está só esperando para ver qual é a próxima que você vai aprontar. E mire-se no meu exemplo. Depois que aposentei a correntinha e perdi o topete [ele se refere ao chaveiro com correntinha e gumex no cabelo, quando era adolescente], namorei, procriei, fiz amigos, vivi e hoje até faço palestras, ou coisas bem parecidas. Mesmo com o secreto e permanente desejo, é verdade, de estar quieto em casa”. VERÍSSIMO, Luiz Fernando. Carta aos tímidos. Época, 29/03/04.

Bom vamos acabar com o tabú imposto? Vamos!

Na verdade todos nós somos timidos, cada um em seu grau de timidez. Uma pesquisa diz que 48% da população mundial possuem relatos de timidez, quase metade das pessoas de todo mundo…

E isso seria um problema? Não…

Todos somos tímidos, o que é bom, por nos dar um sentido de culpa e vergonha e impedir que evitemos excessos comportamentais.
A timidez se caracteriza por um desconforto diante de situações sociais, desconforto que “atrapalha o indivíduo na conquista de seus objetivos, sejam eles pessoais ou profissionais”.[Retirado]

O tímido tem dificuldades em:
* enfrentar situações novas;
* fazer amigos ou namorados (o que torna seu círculo social extremamente reduzido);
* apresentar trabalhos estudantis, profissionais ou sociais.

As causas para a timidez não são claramente conhecidas. Ela pode se derivar por alguma predisposição genética. Os estudiosos mencionam também a natureza mutante de nossa sociedade e até o impacto da tecnologia sobre a vida contemporânea. O problema cresce numa sociedade em que todos precisam aparecer e o ambiente de trabalho exige dinamismo.
É provável que possa existir uma predisposição genética, mas será o aprendizado que irá determinar se uma criança, um jovem ou um adulto experimentarão ou não dificuldades no seu relacionamento com as pessoas. CLÍNICA DO AMOR E TIMIDEZ…
A timidez pode ser crônica ou situacional. Na timidez crônica, a pessoa experimenta dificuldade em praticamente todas as áreas do convívio social (e não consegue falar com estranhos, fazer amigos, paquerar, falar em público). Na timidez situacional, a inibição se manifesta em ocasiões específicas.

E os relatos de timidez na Bília? Vamo ver:

Há vários casos de tímidos na Bíblia, o livro da verdade sobre a realidade humana e sobre o amor divino. Menciono três: Gideão, Saul e Jeremias.

Gideão
Juízes 6.2,3,11-15
(2-3) Os midianitas dominaram Israel; por isso os israelitas fizeram para si esconderijos nas montanhas, nas cavernas e nas fortalezas. Sempre que os israelitas faziam as suas plantações, os midianitas, os amalequitas e outros povos da região a leste deles as invadiam.
(11-15) Então o Anjo do Senhor veio e sentou-se sob a grande árvore de Ofra, que pertencia ao abiezrita Joás. Gideão, filho de Joás, estava malhando o trigo num tanque de prensar uvas, para escondê-lo dos midianitas.
Então o Anjo do Senhor apareceu a Gideão e lhe disse:
– O Senhor está com você, poderoso guerreiro.
– Ah, Senhor, — Gideão respondeu, — se o Senhor está conosco, por que aconteceu tudo isso? Onde estão todas as suas maravilhas que os nossos pais nos contam quando dizem: ‘Não foi o Senhor que nos tirou do Egito?’ Mas agora o Senhor nos abandonou e nos entregou nas mãos de Midiã.
O Senhor se voltou para ele e disse:
– Com a força que você tem, vá libertar Israel das mãos de Midiã. Não sou eu quem o está enviando?
– Ah, Senhor, — respondeu Gideão — como posso libertar Israel? Meu clã é o menos importante de Manassés, e eu sou o menor da minha família.
(Juízes 6.2,3,11-15)
Eis como Gideão se via a si mesmo: o menor de uma família sem nenhuma importância.

Saul
O caso mais dramático é o de Saul.

1Samuel 10.20-24
Tendo Samuel feito todas as tribos de Israel se aproximarem, a de Benjamim foi escolhida. Então fez ir à frente a tribo de Benjamim, clã por clã, e o clã de Matri foi escolhido. Finalmente foi escolhido Saul, filho de Quis. Quando, porém, o procuraram, ele não foi encontrado. Consultaram novamente o Senhor:
– Ele já chegou?
E o Senhor disse:
– Sim, ele está escondido no meio da bagagem.
Correram e o tiraram de lá. Quando ficou em pé no meio do povo, os mais altos só chegavam aos seus ombros. E Samuel disse a todos:
– Vocês vêem o homem que o Senhor escolheu? Não há ninguém como ele entre todo o povo.
Então todos gritaram:
– Viva o rei!
(1Samuel 10.20-24)
Saul era um escolhido por Deus, era alto e bonito. Assim mesmo se escondeu na bagagem, certamente por se achar incapaz para aquela tarefa.
É provável que Saul tenha carregado este estigma toda a vida. Se não, como explicar, sua reação diante do fiel Davi? Não tinha ele uma auto-estima tão baixa que via no amigo um inimigo?

Jeremias
Uma história vitoriosa é a de Jeremias.

Jeremias 1.4-6
A palavra do Senhor veio a mim, dizendo:
– Antes de formá-lo no ventre eu o escolhi; antes de você nascer, eu o separei e o designei profeta às nações.
Mas eu disse:
– Ah, Soberano Senhor! Eu não sei falar, pois ainda sou muito jovem.
(Jeremias 1.4-6)

Houve um milagre com Jeremias. O tímido se tornou um profeta ousado.

Veja uma pergunta feita ao Missionário RR. Soares e a resposta dele com base na Palavra de Deus:

A Bíblia afirma que os tímidos não herdarão o reino de Deus? Que tímidos são esses?

Resposta: São os que não têm coragem de assumir sua fé no Senhor Jesus diante dos outros, sobretudo quando estão na presença de alguém humanamente importante. Outras versões dizem “covardes”. Em Marcos 4.40, o Senhor Jesus reprova a timidez dos discípulos, associando-a à falta de fé.

Agora vamos falar de como agir com a timidez.

A timidez não é um defeito e só precisa ser combatida quando traz prejuízos para a vida da pessoa. Quando nada é possível a uma pessoa, sua timidez é prejudicial e precisa ser enfrentada.

Lembre-se que a santidade só é possível com sanidade.
Voltemos à experiência de Jeremias (Jeremias 1.7-10).
O Senhor, porém, me disse:
– Não diga que é muito jovem. A todos a quem eu o enviar, você irá e dirá tudo o que eu lhe ordenar. Não tenha medo deles, pois eu estou com você para protegê-lo, — diz o Senhor.
O Senhor estendeu a mão, tocou a minha boca e disse-me:
– Agora ponho em sua boca as minhas palavras. Veja! Eu hoje dou a você autoridade sobre nações e reinos, para arrancar, despedaçar, arruinar e destruir; para edificar e plantar. (Jeremias 1.7-10)

Só depois que o Senhor curou Jeremias de sua timidez, ele pôde ter autoridade espiritual para a vida e para o ministério. Jeremias passaria toda a sua vida sendo rejeitado. Sem a convicção do amor de Deus por ele, de sua chamada e de sua cura, ele não resistiria à pressão.

Ajude-se a você mesmo
Se você é uma pessoa tímida, faça coisas que te tirem desta realidade, freqüentando cursos ou lendo livros para o desenvolvimento da auto-confiança, trocando experiências com outras pessoas com a mesma dificuldade.
Há algumas tarefas simples capazes de melhorar a convivência:

1. Procure dominar a ansiedade (relaxe; ambiente-se no ambiente).
2. Exponha-se, lenta e gradualmente a situações que normalmente geram ansiedade em você. Puxe conversa.
3. Encare as pessoas (conversando com o mais número delas possível, e não apenas com as que lhe deixam seguras).
4. Aprenda a receber e a fazer elogios.
5. Pare de esperar o pior.
6. Seja menos perfeccionista.
7. Conviva com a rejeição (mesmo porque muitas são imaginárias).
8. Encontre seu próprio estilo de ser (não o de outros).
9. Olhe menos para si mesmo e mais para os outros.
10. Procure ajuda.

Com isso a timidez não atrapalhará sua vida social, suas conquistas, sua comunhão… Faça isto!

É isto galera, sei que isso irá ajudar muitas pessoas, contem os testemunhos!! Grande abraço a todos, fiquem com Deus.

 

Vida Jovem Cristã

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s